A proposição foi do desembargador José Ricardo Porto, que exaltou as qualidades profissionais do advogado Marcello Figueiredo Filho, destacando sua trajetória na advocacia

 

A Primeira Câmara Especializada Cível do Tribunal de Justiça, durante a 8ª Sessão Ordinária, através de videoconferência, nesta terça-feira (6), sob a presidência do desembargador Leandro dos Santos, aprovou, à unanimidade dos seus integrantes, Voto de profundo Pesar em virtude do falecimento do advogado Marcello Figueiredo Filho.

 

A proposição foi do desembargador José Ricardo Porto, que exaltou as qualidades profissionais do advogado Marcello Figueiredo Filho, destacando sua trajetória na advocacia como um profissional competente, dedicado e admirado por todos, “seguindo uma tradição familiar tendo como exemplo seu pai, Marcello Figueiredo”.

 

O desembargador Ricardo Porto, primo de Marcellinho, informou que encaminhava a moção de pesar muito emocionado e triste.

 

O desembargador Leandro dos Santos, Presidente do Colegiado, determinou que o registro de pesar do nobre causídico constasse na ata da sessão, com encaminhamento à esposa, Senhora

Mônica Lisboa Figueiredo, e a genitora de Dr. Marcello Figueiredo Filho, a Sra. Maria Aline Nóbrega Figueiredo.

 

O Ministério Público Estadual, através da Promotora de Justiça Vanina Feitosa, chancelou a moção em toda a plenitude.

 

www.valenoticiapb.com.br – Com Portal Wscom